Dicas para proteger o pet do barulho dos fogos
Existem algumas medidas que podem ser tomadas pelos tutores para minimizar o sofrimento dos pets por causa da queima de fogos.

- Não leve seu cão ou gato para um local onde haverá queima de fogos (dica óbvia, mas necessária). O ideal é que ele fique em casa e seja mantido em segurança até que termine a soltura dos rojões.

- Feche bem as portas e janelas para evitar que o animal fuja. Ao correr desesperadamente por causa do barulho, ele pode acabar se machucando.

- Para abafar o som dos fogos você pode colocar a TV ou o rádio no volume mais alto; ligar o ventilador ou outro aparelho que faça algum ruído que disfarce o barulho dos rojões.

- Crie um refúgio para que o animal possa se esconder. Deve ser um espaço onde ele vai se sentir seguro e não tenha risco de se machucar. Coloque água, comida e o brinquedo favorito perto do seu pet para que ele fique mais confortável.

- Tire a coleira do seu cão ou gato. Em função do medo provocado pelo barulho dos fogos, uma reação instintiva do animal é sair correndo, em desespero. Se ele estiver com a coleira, pode não conseguir se soltar e acabar se enforcando.

- Se houver mais de um animal na casa, deixe-os separados. O estresse causado pela queima de fogos pode ocasionar brigas entre os pets e, consequentemente, fazer com que eles se machuquem.

Em casos mais extremos - cães e gatos que ficam aterrorizados com o barulho dos fogos de artifício -, é interessante que o tutor converse com o médico veterinário de confiança. O profissional pode indicar algum medicamento que ajude o pet a ficar mais calmo na noite de Réveillon. Lembre-se: somente dê um medicamento ao animal com a prescrição do médico veterinário.

Independente da dica que será seguida, o mais importante é não forçar o seu pet a fazer algo que ele não queira. Faça o possível para protegê-lo e ajudá-lo a passar a virada de ano com tranquilidade.
AmbienteCachorrosCuidadosDicasGatos

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados